Hello

Mês: julho 2016

Como você compensa as deficiências da mãe narcisista

A filha compensa as deficiências da mãe narcisista de diversas formas, assim como filhos de pais com doença mental ou que possuem um transtorno de personalidade, e, por isso, tende a desenvolver mecanismos para lidar com o comportamento irregular e muitas vezes impróprio da mãe. Como esta reação é automática e na maioria das vezes inconsciente, a filha de mãe narcisista só percebe o impacto real desta tendência quando profundamente entremeada com o problema da mãe, sentindo-se perdida e desconectada de si mesma.

Para ajudá-la a entender este processo e a identificar as atitudes que favorecem esta dinâmica e minam o seu crescimento pessoal, seguem 5 estratégias de como você compensa as deficiências da mãe narcisista:

1- Atua como objeto regulador dos estados psicológico e emocional da mãe

Devido ao fato de a mãe narcisista ser incapaz de se autorregular emocionalmente e de forma independente, usa os estímulos à sua volta para “controlar” seus humores. Ao contrário do que é observado nos relacionamentos entre mãe e filha em contextos familiares sem a presença de um transtorno de personalidade como o narcisismo, a filha acaba agindo de forma a compensar o déficit psicológico da mãe. Nas situações em que a mãe narcisista se vê dominada pela raiva e a insatisfação, por exemplo, a filha ignora suas próprias necessidades, afazeres e objetivos para concentrar-se no bem-estar da mãe. Faz tudo para agradá-la e remediar seu sofrimento para que, somente então, consiga dedicar-se a si mesma, o que acaba raramente acontecendo da maneira como gostaria.

2- Torna-se mãe da própria mãe

compensa as deficiências da mãe narcisista

A troca de papéis entre mãe e filha é extremamente comum no relacionamento entre filha e mãe narcisista.

Em face da imaturidade da mãe narcisista, cabe à filha tornar-se responsável não apenas por si mesma, mas também pela própria mãe. A troca de papéis entre mãe e filha é extremamente comum neste relacionamento, visto que esta frequentemente se encontra na posição de “adulto” e não de criança, sendo exposta prematuramente a problemas não condizentes com seu nível de desenvolvimento. A mãe narcisista deliberadamente envolve os filhos em discussões e dilemas que não são seus. Em vez de poupar a filha de seu eterno drama e depressão crônica, extravasa suas insatisfações livremente dentro do ambiente familiar independente de sua natureza, de maneira a manter a atenção em si mesma como se fosse criança e merecedora de tratamento especial. Este comportando – egoísta e infantil – exerce grande impacto na filha, que acuada por tamanha incoerência, vê-se forçada a apoiar e a atender ao desafeto da mãe para salvaguardar o equilíbrio do sistema familiar.

3- Torna-se invisível

Para se preservar dos ataques gratuitos de ira da mãe, a filha de mãe narcisista faz o que pode para se tornar imperceptível. Como medida adaptativa, mantém um perfil discreto e comedido dentro do ambiente familiar para se esquivar de ser tratada de maneira abusiva. Desde cedo, evita cruzar o caminho da mãe sempre que possível, tornando-se rapidamente independente de seu cuidado e atenção. Visto que tudo tem o potencial de abalar a autoestima frágil e o humor inconsistente da mãe, esconde seus problemas ou nega a existência destes para não “sobrecarregá-la”. Além disso, autoanula-se psicológica e emocionalmente, conformando-se com as suas vontades enquanto negligencia seus próprios interesses e sentimentos. Quanto mais ausente, submissa e irrelevante, maior a probabilidade de evitar conflitos.

4- Assume a culpa dos problemas da mãe

Como a mãe narcisista nega ter responsabilidade por tudo que lhe acontece de errado, quem está a sua volta torna-se imediatamente “o ofensor”. Para que a mãe narcisista se sinta em relativa paz consigo mesma e com seus altíssimos padrões de perfeição e excelência, a filha assume a responsabilidade por tudo que não corresponde ao seu idealismo irracional. Se a mãe não consegue atingir seus objetivos ou sentir-se realizada consigo mesma ou com os outros, é porque não recebeu a atenção ou dedicação devidas. Cabe a quem tem intimidade e convívio direto com ela, como seus filhos e parceiros amorosos, assumir a culpa de seus problemas, sejam da natureza que for, para então resolvê-los. A filha de mãe narcisista, registrando esta mensagem já criança, responde à inconsequência da mãe se colocando eternamente disponível para remediar seu sofrimento, desenvolvendo uma inclinação quase intuitiva ao remorso e à culpa quando ao lado dela.

5- Vira o bobo da corte

Crescer ao lado de um pai ou mãe com depressão crônica costuma exercer muita influência no desenvolvimento da criança. Os filhos seguidamente compensam o mau humor e insatisfação dos pais tornando-se responsáveis por seu entretenimento e, portanto, fazem tudo para agradá-los e despertar uma reação positiva, pois seu descontentamento generalizado é fonte de desconforto e uma profunda inquietação. Como não está apta a compreender a extensão do problema da mãe, a filha de mãe narcisista usa de sua graça e simpatia para tentar animá-la e reduzir o efeito de sua perpétua amargura. Ao longo dos anos, este comportamento transforma-se em um traço de personalidade que contribui com a formação da crença de que para ser aceita pelos outros, tem que agradá-los. Já na idade adulta, sente-se insegura e inadequada quando não consegue cativar ou contentar a todos com quem interage, como se fosse de fato sua obrigação fazê-lo.

Mesmo sem perceber, você compensa as deficiências da mãe narcisista em suas tentativas desesperadas de reduzir a angústia de todos. Apesar deste hábito soar “nobre” e “magnânimo” na superfície, só promove a codependência e um sentimento de profundo vazio e insatisfação pessoal, além de não ajudar sua mãe tampouco quem se encontra sob a influência dela. Para mais informações sobre “comportamentos facilitadores” do narcisismo materno, clique aqui

5 mentiras para proteger sua mãe narcisista

É comum vítimas de abuso emocional/psicológico, como filhas de mães narcisistas, usarem mentiras para proteger sua mãe narcisista. Após ler todo o conteúdo do Filhas de Mães Narcisistas como se estivesse lendo a respeito de sua própria vida, você fez o teste “mãe narcisista” somente para confirmar o que você já intuía de que a probabilidade dela ser é realmente grande. Apesar de toda a evidência de anos de abuso estampada em sua autoestima e de todo o conhecimento adquirido em pesquisas referentes a narcisismo materno, você ainda usa de mentiras para proteger sua mãe narcisista e justificar sua atitude descabida, pois foi condicionada a acreditar fielmente em suas supostas “boas intenções” ou “pureza maternal”. Tais pensamentos, errôneos e improdutivos, retardam o seu desenvolvimento pessoal mantendo-a presa a um relacionamento disfuncional. Para proteger-se da influência de tais pensamentos, é imprescindível identificá-los e analisá-los de maneira franca e objetiva.

A seguir, 5 mentiras para proteger sua mãe narcisista da responsabilidade de seus próprios atos:

1- “Ela é uma coitada”

Vamos deixar algo bem claro: a sua mãe narcisista não é uma coitada tampouco vítima de uma grande injustiça, você é. Você não tem de proteger a sua mãe de si mesma, mas se proteger da influência maligna e corrosiva dela. Narcisistas são perfeitamente capazes de distinguir entre o certo e o errado e possuem livre-arbítrio para tomarem suas próprias decisões. O que acontece na vida da sua mãe, a maioria é consequência direta das escolhas dela, inclusive seu comportamento impróprio e abusivo.

2- “Ela é minha mãe”

Mesmo? Se você acredita que mãe de verdade é aquela que cuida do bem-estar físico, emocional e psicológico dos filhos, fica difícil ignorar os fatos. Mãe verdadeira não faz a filha se sentir inadequada e rejeitada para se sentir melhor a respeito de si mesma. Mãe de verdade não usa a boa vontade e o amor incondicional dos filhos para autobenefício, nem os faz responsáveis por seu próprio bem-estar. Mãe não é somente um fato biológico, mas, sobretudo, quem ama e cuida.

3- “Ela não faz de propósito”

Adultos são responsáveis por seus atos. Ponto. Embora narcisista, sua mãe tem idade e experiência suficientes para entender o impacto que sua atitude exerce nos outros, principalmente em você. Mesmo tendo acompanhado seu desenvolvimento de maneira emocionalmente ausente, sabe o que fazer para conseguir a reação desejada. Usa de chantagem emocional para compeli-la a realizar as vontades dela, pois sabe como manipulá-la por meio de suas vulnerabilidades.

4- “Ela pode não demonstrar, mas sei que me ama”

Se a sua mãe de fato a ama, por que você se sente tão rejeitada, insegura e inadequada ao lado dela? Como Camões e Renato Russo explicam, “O amor é bom, não quer o mal, não sente inveja ou se envaidece”. Não é a conexão sanguínea a determinante do amor, mas a afinidade, a harmonia, o respeito e o afeto. Quando você é amada por alguém você se sente em paz com o mundo e você mesma, sente-se inteira. Você não se sente perdida, isolada emocionalmente. O que sustentou seu relacionamento com sua mãe esses anos todos não foi o amor, mas o interesse (dela), a dependência (mútua) e a falta de autoconhecimento (principalmente seu).

5- “Ela está mudando”

Se a sua mãe é narcisista, ela possui um transtorno de personalidade. Transtornos de personalidade não “cessam de existir” independentemente e da noite para o dia, mas seus sintomas são controlados com a ajuda de tratamento psicoterápico. O narcisismo também não se cura com amor, compaixão ou perdão, mas com acompanhamento psicológico efetuado por um profissional especializado no transtorno de personalidade narcisista, como um psiquiatra ou psicólogo com qualificação e experiência clínica. É claro que a sua mãe não é ininterruptamente ruim ou desagradável o tempo todo, pois não é uma máquina. Pode se comportar de modo razoável num dia e, no dia seguinte, apresentar um comportamento abusivo com probabilidade extremamente alta, visto ser a regra e não a exceção. Se você tende a “esquecer” de como é (mal)tratada, eu recomendo muitíssimo registrar suas experiências com a ajuda de um diário.

Se você frequentemente se vê repetindo quaisquer das afirmativas mencionadas, não se engane, você tem utilizado mentiras para proteger sua mãe narcisista. Seja honesta consigo mesma e honre seus sentimentos, se você se sente dominada por emoções de caráter antagônico como a raiva, vergonha e a culpa quando se encontra ao lado de sua mãe, se ela a faz sentir-se triste e abandonada tanto afetiva como emocionalmente é porque isto está de fato acontecendo. Não é fácil encarar de frente a verdade sobre o abuso narcisista, mas muito mais difícil e prejudicial é viver uma vida inteira traindo a si mesma para proteger um relacionamento que não funciona com uma mãe de mentira. Você merece mais, certo?

mentiras para proteger sua mãe narcisista

É comum vítimas de abuso emocional/psicológico, como filhas de mães narcisistas, usarem mentiras para proteger o/a praticante do abuso.

5 sinais de que o relacionamento com sua mãe é disfuncional

Imersa em pensamentos, você pondera se o seu relacionamento com sua mãe é disfuncional e acaba por se convencer: “Mas todo relacionamento não é fácil, não é mesmo?”.  Sim, você tem razão, em parte.  Relacionamentos geralmente exigem dedicação, comprometimento e esforço, mas são especialmente difíceis de serem mantidos com quem possui um transtorno de personalidade tal como o narcisismo. Se você é filha de mãe narcisista, o relacionamento com sua mãe é disfuncional, ou seja, não funciona. Em vez de harmonia, há desentendimento; em lugar de respeito, há desdém; e ao invés de equilíbrio, há uma total disparidade de forças. Como esta dinâmica nunca se altera, este tipo de relacionamento está condenado a um retumbante fracasso.

A seguir, 5 sinais de que o relacionamento com sua mãe é disfuncional:

1- Você é tratada como criança

Ter uma mãe narcisista é como pertencer à Terra do Nunca, pois para ela você é uma eterna criança. Em lugar de apreciar e respeitar seu ponto de vista, sua mãe narcisista responde com desprezo e desdém quando você apresenta-lhe uma ideia que vai de encontro com a dela. Mesmo quando inteligentes e inovadoras, suas opiniões são ignoradas se não se encaixam exatamente ao que a sua mãe narcisista deseja, fazendo-a sentir-se desvalorizada e inútil.

2- Você se sente isolada emocionalmente

Seus sentimentos não são reconhecidos tampouco valorizados por sua mãe narcisista. Você frequentemente se sente rejeitada, culpada e envergonhada sem ao menos saber o porquê. A distância entre vocês é tão intensa e a falta de conexão afetiva tão marcante que você se sente roubada de sua própria humanidade. Você se torna oca e carente de demonstrações de carinho.

3- Você usa a culpa como moeda

Você admite culpa, embora não expresse abertamente. A culpa extravasa pela raiva, mau humor e pelas contrariedades que possam acontecer na vida de sua mãe narcisista. Tudo, é claro, para ser aceita e “amada” por ela. Você se autossabota psicologicamente e sacrifica sua autoestima para manter o relacionamento com ela. Sentindo-se abandonada e tomada por um profundo medo da solidão, você toma para si toda a responsabilidade de sua mãe em troca de um mínimo de atenção e afeto dela.

4- Você se sente roubada de sua própria identidade

Você já recorreu a várias estratégias para ser aceita por sua mãe narcisista: tornar-se mais feminina, magra, elegante, bem-sucedida, popular…, mas nada parece satisfazê-la! Seus gostos e interesses foram tão recauchutados para satisfazer as vontades e preferências dela, que nada que restou parece realmente autêntico. Você passa se reinventando, como se a vida fosse uma eterna busca a si mesma.

5- Você duvida de si

Suas habilidades, sanidade, experiência e inteligência são constantemente reavaliadas como se não fosse capaz de produzir um julgamento maduro e confiável de forma independente. Você se sente inadequada sem alguém para assegurá-la de que está no caminho certo e questiona seus objetivos mesmo quando coerentes com o que deseja para si mesma. Sentindo-se insegura, você se espelha na conduta de terceiros em lugar de manter sua própria opinião, a fim de reduzir sua inquietação interior.

Não é responsabilidade de filha alguma aturar o comportamento egoísta e impróprio da mãe. Também não é sua obrigação aceitar uma sentença de abuso de quem quer que seja, inclusive dela. Não se deixe enganar, você é livre. Se você se identifica com isso, está na hora de quebrar o vínculo com o narcisismo e reaver sua autoestima. Nenhum vínculo sanguíneo pode ser mais importante do que o seu pleno bem-estar emocional e psicológico, acredite.

relacionamento com sua mãe é disfuncional

Se você é filha de mãe narcisista, o relacionamento com sua mãe é disfuncional, ou seja, não funciona.

Scroll to top