Blog

5 mentiras para proteger sua mãe narcisista

É comum vítimas de abuso emocional/psicológico, como filhas de mães narcisistas, usarem mentiras para proteger sua mãe narcisista. Após ler todo o conteúdo do Filhas de Mães Narcisistas como se estivesse lendo a respeito de sua própria vida, você fez o teste “mãe narcisista” somente para confirmar o que você já intuía de que a probabilidade dela ser é realmente grande. Apesar de toda a evidência de anos de abuso estampada em sua autoestima e de todo o conhecimento adquirido em pesquisas referentes a narcisismo materno, você ainda usa de mentiras para proteger sua mãe narcisista e justificar sua atitude descabida, pois foi condicionada a acreditar fielmente em suas supostas “boas intenções” ou “pureza maternal”. Tais pensamentos, errôneos e improdutivos, retardam o seu desenvolvimento pessoal mantendo-a presa a um relacionamento disfuncional. Para proteger-se da influência de tais pensamentos, é imprescindível identificá-los e analisá-los de maneira franca e objetiva.

A seguir, 5 mentiras para proteger sua mãe narcisista da responsabilidade de seus próprios atos:

1- “Ela é uma coitada”

Vamos deixar algo bem claro: a sua mãe narcisista não é uma coitada tampouco vítima de uma grande injustiça, você é. Você não tem de proteger a sua mãe de si mesma, mas se proteger da influência maligna e corrosiva dela. Narcisistas são perfeitamente capazes de distinguir entre o certo e o errado e possuem livre-arbítrio para tomarem suas próprias decisões. O que acontece na vida da sua mãe, a maioria é consequência direta das escolhas dela, inclusive seu comportamento impróprio e abusivo.

2- “Ela é minha mãe”

Mesmo? Se você acredita que mãe de verdade é aquela que cuida do bem-estar físico, emocional e psicológico dos filhos, fica difícil ignorar os fatos. Mãe verdadeira não faz a filha se sentir inadequada e rejeitada para se sentir melhor a respeito de si mesma. Mãe de verdade não usa a boa vontade e o amor incondicional dos filhos para autobenefício, nem os faz responsáveis por seu próprio bem-estar. Mãe não é somente um fato biológico, mas, sobretudo, quem ama e cuida.

3- “Ela não faz de propósito”

Adultos são responsáveis por seus atos. Ponto. Embora narcisista, sua mãe tem idade e experiência suficientes para entender o impacto que sua atitude exerce nos outros, principalmente em você. Mesmo tendo acompanhado seu desenvolvimento de maneira emocionalmente ausente, sabe o que fazer para conseguir a reação desejada. Usa de chantagem emocional para compeli-la a realizar as vontades dela, pois sabe como manipulá-la por meio de suas vulnerabilidades.

4- “Ela pode não demonstrar, mas sei que me ama”

Se a sua mãe de fato a ama, por que você se sente tão rejeitada, insegura e inadequada ao lado dela? Como Camões e Renato Russo explicam, “O amor é bom, não quer o mal, não sente inveja ou se envaidece”. Não é a conexão sanguínea a determinante do amor, mas a afinidade, a harmonia, o respeito e o afeto. Quando você é amada por alguém você se sente em paz com o mundo e você mesma, sente-se inteira. Você não se sente perdida, isolada emocionalmente. O que sustentou seu relacionamento com sua mãe esses anos todos não foi o amor, mas o interesse (dela), a dependência (mútua) e a falta de autoconhecimento (principalmente seu).

5- “Ela está mudando”

Se a sua mãe é narcisista, ela possui um transtorno de personalidade. Transtornos de personalidade não “cessam de existir” independentemente e da noite para o dia, mas seus sintomas são controlados com a ajuda de tratamento psicoterápico. O narcisismo também não se cura com amor, compaixão ou perdão, mas com acompanhamento psicológico efetuado por um profissional especializado no transtorno de personalidade narcisista, como um psiquiatra ou psicólogo com qualificação e experiência clínica. É claro que a sua mãe não é ininterruptamente ruim ou desagradável o tempo todo, pois não é uma máquina. Pode se comportar de modo razoável num dia e, no dia seguinte, apresentar um comportamento abusivo com probabilidade extremamente alta, visto ser a regra e não a exceção. Se você tende a “esquecer” de como é (mal)tratada, eu recomendo muitíssimo registrar suas experiências com a ajuda de um diário.

Se você frequentemente se vê repetindo quaisquer das afirmativas mencionadas, não se engane, você tem utilizado mentiras para proteger sua mãe narcisista. Seja honesta consigo mesma e honre seus sentimentos, se você se sente dominada por emoções de caráter antagônico como a raiva, vergonha e a culpa quando se encontra ao lado de sua mãe, se ela a faz sentir-se triste e abandonada tanto afetiva como emocionalmente é porque isto está de fato acontecendo. Não é fácil encarar de frente a verdade sobre o abuso narcisista, mas muito mais difícil e prejudicial é viver uma vida inteira traindo a si mesma para proteger um relacionamento que não funciona com uma mãe de mentira. Você merece mais, certo?

mentiras para proteger sua mãe narcisista

É comum vítimas de abuso emocional/psicológico, como filhas de mães narcisistas, usarem mentiras para proteger o/a praticante do abuso.

Scroll to top