Blog

A sua família é tóxica? Faça o teste

Faça o teste “A sua família é tóxica?” se acredita que provenha de uma. O questionário a seguir ajudará a revelar o nível de falta de funcionalidade de sua família. Responda com “sim” ou “não”. Após completar o questionário, conte o número de respostas “sim” e leia o comentário de interpretação de pontuação.

Descubra o nível de falta de funcionalidade de sua família

1- Embora não se sinta confortável com o termo “abuso” (verbal, emocional/psicológico, físico, sexual, espiritual), consegue identificar os comportamentos da mãe e/ou do pai como característicos de quem os pratica.

2- Há muitos segredos e triangulação em sua família, a ponto de nunca saber o que é verdade ou em quem pode confiar.

3- Os seus pais têm o hábito de envolvê-la, de forma direta e consciente, nos problemas de ordem financeira, relacional e/ou emocional deles, invertendo os papéis como se você fosse a mãe.

4- Você não se sente vista tampouco ouvida por sua família, é como se os seus sentimentos, interesses e suas vontades não tivessem nenhuma importância.

5- Pelo menos um de seus pais tem o vício ou hábito de se automedicar com drogas, álcool ou comida.

6- Você nunca recebe reconhecimento genuíno por esforços e conquistas, pelo contrário, quando consegue um êxito, é tratada com indiferença, desdém ou desrespeito.

7- Os seus pais usam as suas vulnerabilidades contra você para mantê-la pequena, infantilizada e submissa.

8- A autoafirmação é um supergatilho para você. Quando necessita defender-se ou tomar decisões de forma independente e assertiva, fica ansiosa, congela, faz tudo para evitar conflitos, procrastina e/ou age de modo desnecessariamente agressivo.

9- Na presença da sua família, sente-se inferior, insegura, inautêntica, impotente, desesperançada e cansada. É como se sugassem toda a sua alegria, boa vontade, autoestima e energia de vida.

10- Dizer não ou não fazer exatamente o que os seus pais querem desemboca em brigas e desentendimentos, portanto, acredita que é melhor submeter-se a sua tirania “para não se desgastar mais”.

11- Os seus pais exigiam que trabalhasse, cuidasse de si própria, dos irmãos e/ou da casa, quando ainda não tinha idade ou maturidade para isso.

12- Nenhum momento especial da sua vida é verdadeiramente seu ou celebrado com alegria e orgulho por seus pais. Aniversários, formatura, casamento, nascimento de filho, promoção no trabalho etc. passam em branco ou são “comemorados” de forma forçada ou sem entusiasmo genuíno.

13- Os seus pais não toleram erros. Quando alguém erra, é bombardeado com crítica destrutiva ou destratado.

14- Você vive pisando em ovos ao redor de, pelo menos, um de seus pais, pois são extremamente reativos e imprevisíveis.

15- Os sentimentos mais associados à sua família são culpa (dever/obrigação), vergonha, medo/ansiedade, tristeza, raiva e impotência.

16- Você não se sente compreendida pelos irmãos ou tem sérios problemas de relacionamento com eles.

17- Se já não cortou contato com pelo menos um membro de sua família, constantemente pensa nessa possibilidade.

18- Embora o seu pai ou a sua mãe reconheça, mesmo de forma silenciosa, que o outro é tóxico e uma péssima influência para os filhos, não se posiciona com firmeza para protegê-los, pelo contrário, facilita, de modo indireto e negligente, a perpetuação dos comportamentos disfuncionais.

19- Você tem a tendência de agir de forma codependente e emocionalmente dependente nos relacionamentos e, embora seja consciente disso, tem dificuldade de sentir-se confortável ao dizer não, em acreditar e priorizar os seus sentimentos, bem como agir de forma autônoma.

20- Você possui uma tolerância baixíssima ao desconforto, portanto, fica ansiosa quando alguém não está bem a sua volta ou quando as coisas não dão certo, levando tudo para o lado pessoal.

Análise de pontuação do teste família tóxica:

1 – 5: a sua família tem traços de falta de funcionalidade

6 – 9: a sua família é disfuncional

10 – 15: a sua família é altamente disfuncional

16 – 20: a sua família é tóxica

Para um estudo aprofundado do que é uma família disfuncional e os efeitos no desenvolvimento, recomendo a leitura do meu novo livro Desconstruindo a família disfuncional

38 comments

  1. Maria Helena Lapenda disse:

    Minha família é tóxica, sou filha de mãe narcisista, só me liberte depois da leitura dos seis dois livros maravilhosos. Prisioneiras de Espelho e Filhas de Maes Narcisistas , muito obrigada, salvou a minha Vida!

    1. Cláudia Ananias Maia disse:

      19 sim. Família extremamente tóxica.
      Minha mãe me causou tantos danos psicológicos e emocionais que isso me gerou inúmeros prejuízos.

  2. tereza vale disse:

    Excelente teste e muito esclarecedor. Minha familia é uma merda. Quase nao tenho contato c ninguem. Somos todos doentes, graças ao nivel de toxico de minha mae louca e narcisista. Vc descreveu aqui situações c perfeiçao. Vamos levando. Minha mae fara 90 anos e nao muda. Continua o mesmo monstro de sempre. Affff. Apos muita terapia (e continuo), estou conseguindo me organizar e plantar p poder sair de vez do Brasil. Nem rastro quero deixar pelo caminho. Gratidao a vc, que sempre nos beneficia com conteudos que elucidam e agregam aos pedaços de nossas almas.
    Obrigada!

    1. Bryan Loureiro disse:

      Tenho 17 anos, fiz de tudo pela família, e nem mesmo tentando me destacar em tudo, eu jamais tive notoriedade… Meu pai tem 46 e minha mãe 36, uma omissa e um homem opressor com traços ditatoriais, responsável pela maioria das minhas doenças mentais, distúrbios e síndromes… Cresci com eles na mesma casa, mas me sinto sozinho…

  3. Juscelana Maria disse:

    De acordo com este teste minha família é tóxica sem dúvida.
    Vejo que fiquei por tempo demais na vazilha deixando a água esquentar como a história do sapo. Ainda consegui me saltar da vazia pelando, porém me sinto bastante despedaçada. Ás vezes me sinto como uma planta solta com as raízes boiando sobre um rio.
    Realidade dura.
    Sou grata Michele por sua atuação em favor das pessoas que querem e buscam se libertar do fogo do narcisismo.
    Obrigada

  4. Ivanora Cordeiro (Ivi) disse:

    Querida Michelle,
    Este teste retrata objetiva e resumidamente a minha vida com uma mãe narcisista perversa, Foram 16 sim e 4 não.
    E, além da minha mãe perversa eu sofro a maledicência dos parentes tóxicos, pois, a família original dela (mãe e 6 irmãos) é igualmente disfuncional e desprezível. Foram décadas de péssimo relacionamento, baseado em falsidades, segredos,ignorancia, distorções, desafetos e de falta de amor . E , apesar de morar em outra cidade, e não ter o convívio diário com tais parentes, eles exerceram a sua má influência, através da minha própria mãe. Uma teia familiar maléfica e doentia que opera mesmo à distancia .
    Graças ao apoio que tive e a conscientização com a leitura do seu livro, eu identifiquei o problema e estou me libertando ! Muito obrigada !

  5. Lúcia Vanni disse:

    Minha família é tóxica. Minha mãe é narcisista. Só descobri isso aos 55 anos. Corro para recuperar o tempo perdido e diminuir sequelas terríveis.

    1. . disse:

      Eu tenho 38 anos e também só descobri agora. Juro que, até conhecer meu marido e conhecer sua família normal, achava que a minha também era. Quando estava com a minha mãe era para falar mal de meu pai e minha irmã, se estivesse com os pais era para falar da irmã e se estivesse com mãe e irmã era para falar mal, muito mal do pai ( que na verdade é um autêntico asno!!!!) Mas minha mãe apaixonada pelo meu pai preguiçoso que nunca trabalhou, mas dava ordens como se fosse o ganha pão, abusos físicos, verbais, emocionais de todo o tipo, chegava ao ponto de eu ser a confidente dela para relatar os abusos que ela própria vivia, inclusivamente pulo de cerca. No dia do meu casamento, antes de me levar ao altar disse-me que eu nada valia, nem percebia como é que o meu marido me queria… e como este comentário devo ter mais de mil na memória. Em criança, pedi tantas vezes para sairmos dali, mas claro que nuncaaconteceu. Nem casa tínhamos, vivíamos de favor com os avós que não nos queriam lá. Da minha infância só tenho dissabores e mágoas. Felizmente, quebrei o ciclo, mas eles tentam constantemente contacto que eu não quero. O que devo fazer? Por favor ajudem-me

      1. Bryan Loureiro disse:

        Tenho 17 e vivo algo muito próximo disso. A dura realidade é que meu sonho é ficar longe, pra não piorar mais minha vida do que piorou… A omissão das nossas mães é o que mais dói.

        1. Claudia disse:

          Tenho 17 anos, e a cada dia que passa eu não tenho nem a capacidade de dizer que não vou pra tal lugar com minha mãe porque prefiro ficar em casa, eu não consigo entrar em um emprego porque sempre ela faz algo pra fazer eu ouvir exatamente oq ela quer, que no caso é trabalhar com ela, eu não tenho o poder de escolha pra absolutamente nada, tenho medo e muitas vezes faço oq ela quer pra evitar conflitos, mas disse a ela esses dias que um dia eu vou ter minha vida que não vou obedecer ela pro resto da vida, e ela me questionou dizendo que eu devo ter vergonha da mãe que tenho, e mais uma vez, de alguma forma revertendo a situação pra parecer eu a culpada.

  6. Rosimeri Rangel Mello disse:

    Sim minha família é tóxica. 19 das 20 perguntas foram sim.

    1. KATIA VIRGINIA SANTOS HIPOLITO disse:

      Meu pai era muito ruim, covarde , mulherengo TB, muitas vezes viajava e nos deixava na pior….mas minha mãe, mulher guerreira, muito católica sempre falando de Deus para nós e nós ensinando a respeitar o nosso pai e que Deus iria mudar o jeito ruim dele de ser…por causa da minha mãe tão equilibrada e temente a Deus, somos irmãos que se respeitam e se amam, temos algumas discussões mas não guardamos mágoas….cuidei de minha mãe por 21 anos e ela tá a 5 anos no céu e agora cuido do meu pai com 86 anos e ele se arrependeu e chegou a chorar pedindo desculpas para minha mãe e pediu aos filhos TB… A fé da minha mãe deixou a família unida e eu só tenho a agradecer a Deus e a ela.

  7. raquel disse:

    Deu todos eles =(
    Tão dificil aceitar que a gente vive isso, mas vamos superando aos poucos.

  8. RENATA DE CARVALHO disse:

    Minha família é disfuncionau mas era tóxica. Descobrir a doença dos meus pais trouxe muita dor e mágoa, mas ajudou muito!

  9. Carol disse:

    Tóxica demais!
    Minha vida não é minha! A Narciso quer tudo pra ela! Se não for como ela quer, não serve!
    Não aguento mais isso!

  10. Ana disse:

    18!…. Família tóxica…. já me afastei….estou com 38 anos….mas ainda sim continuam tentando me prejudicar….. não vejo a hora disso acabar….. Muito obrigado por estudar e expor esse assunto tabu de mães narcisistas….Deus te abençoe.Bj

  11. Anita disse:

    Michelle,

    Gratidão, por toda a ajuda que você tem dado à nós, filhas de Narcisistas. Tenho mãe Narcisista Oculta e Padrasto Psicopata Narcisista Perverso. Minha família é altamente tóxica. Sofri anos de abusos (psicológico, físico e sexual).
    Ninguém de fora nunca soube o que acontecia dentro do “lar perfeito”. Minhas irmãs continuam brincando de família feliz. Nem mesmo a minha irmã que tentou o suicídio consegue dar um fim ao ciclo interminável de abusos.
    Eu, felizmente, pude ter acesso à conteúdos preciosos, como os seus livros e consegui me libertar. Estou no contato zero há alguns anos.
    Após muitos anos de terapia, consegui constituir a minha família e quebrei o ciclo de abusos. Muito, muito obrigada, por toda a ajuda. Um grande abraço.

  12. Sandra Moura disse:

    Nosssa como é difícil aceitar.. mas esse teste nos percebi o quanto meus pais sao toxicos. Gracas a Deus ainda nao afetou minhas irmas. Pois estamos todas abrindo os olho com a mae narcicista que temos. Ainda existe amor entre nos. Obrigada pelo teste e vou ler mais e mais para tentar amenizar essa dor . Obrigada tambem aos comentarios pois estava me sentindo só , perdida e com isso vi que são muitas famílias assim. Deus abencoe a todos.

  13. Célia Regina disse:

    Tenho 64 anos, sofri a vida toda, sem entender . Há três descobri que a questão não era só eu me tratar, mas minha família eh doente. Não deixei de sofrer , porém ao descobrir o personalidade Narcisista de minha mãe, meu sofrimento virou estudo, leitura e busca de apoio . Gostei da indicação dos livros. Vou lê-los.Gratidão.

  14. Jully Oliveira disse:

    Parece que 38 anos é a idade da descoberta… No meu caso, sempre soube que não era saudável minha relação com a minha mãe. Eu nunca pude viver, ter amigos, ninguém prestava e eu não podia ir a lugar nenhum… A única coisa que podia e fazia era namorar… Namorei e beijei (só beijo, mas julgo que iniciei minha vida sexual sem estar preparada para ela aos 16 anos) todos os meninos que consegui na adolescência. Hoje tenho 10 anos de casada, e ainda assim, muitos anos não dependente dela, ela ainda acha que tenho de fazer tudo como ela faria. Eu tenho um padastro que é um santo (kkkkkk isso não existe), mas ele sofre com o egoísmo dela tanto quanto nós. Antes ela se fazia de vítima (ainda faz muito), mas agora ela usa meu afilhado, inclusive o que dissemos no dia do batizado, para tentar nos manipular. Está sempre colocando eu e minha irmã uma contra a outra, quando está comigo fala mal dela e do marido dela, quando está com a minha irmã, fala mal de mim… E a minha irmã é outra abusiva, que usa tudo isso em favor próprio… Agora na quarentena pude ver o quanto elas querem que eu me dane, sou portadora de asma, grupo de risco, elas querem que eu as visite sempre, moramos em cidades diferentes e eu moro em apartamento, estou tentando ao máximo cumprir o distanciamento social a risca, sei que os riscos de contaminação pra quem mora em prédio e usa elevador é maior, e no meu prédio já tiveram alguns casos, e você acha que elas ligam? Não… Hoje durante o dia ela discutiu comigo pelo menos por três horas via whatsapp, me manipulando… E dizendo que estava tentando apaziguar uma situação entre eu e minha irmã… Eu não sei se é o fato da quarentena, mas eu juro que essa situação está insustentável…

  15. Adriana disse:

    Eu nem precisava fazer o teste pra saber, mas depois que fiz tive mais certeza do que eu ja sabia. É muito triste. Eu me sinto muito presa. Vou casar em janeiro e ir morar sozinha com meu noivo e graças a Deus e a minha determinação não deixei minha mãe narcisista se envolver no meu relacionamento. Mas por causa dela já tive depressão, ansiedade e sindrome do pânico.

  16. giulia carvalho disse:

    uau,eu pensando que eu estava louca achando que minha familia era toxica,agora descobri que ela sempre foi toxica,totalmente toxica,todos eles foram correspondidos como toxicos

  17. disse:

    Ontem tive uma discussão com a minha mãe, ela me chamou de incompetente, desleixada, incapaz, e que se dependesse de mim ela ia ficar numa situação vexatória. Claro que não foram com essas palavras né, eu só maquiei pq a discussão teve palavras doloridas, e gatilhos. Hoje fiz o teste e deu 17 de 20, não me surpreendeu, somente confirmou a pessoa narcisista e manipuladora que ela é. Só pra explicar, tenho 40 anos, pós graduada, servidora pública, casada e um filho maravilhoso. Imagina se eu não fosse o que ela diz!?

    1. Pérsio disse:

      Família tóxica? Não é culpa sua, mas por outro lado, só sofre quem quer ou é masoquista. Melhor cair fora e construir um lar feliz pra você, acredito realmente nisso.

  18. Becky disse:

    Minha mãe e irmã são tóxicas demais, elas arruinaram minha vida. E não tenho condições de sair de casa pra me livrar disso 🙁

  19. Daniele disse:

    Manipulação, joguinhos, menosprezo, maus tratos, abuso físico e psicológico, desrespeito… Essas e tantas outras palavras pra descrever uma relação que deveria ser de amor e proteção…
    Minha infância me trouxe uma doença psiquiátrica e dores que me acompanham por toda vida…
    Ler e fazer terapia são meu jeito de me libertar. É uma luta diária.

  20. Mandy disse:

    Minha família é tóxica e agora? O que eu faço?

  21. Maria disse:

    Eu sempre me senti altamente desconfortável com minha família. Só me sentia bem com meus avós que foram os que me criaram. Com minha mãe eu mal tinha alguma relação. Eu tenho várias lembranças ruins da minha infância, assim como algumas boas também. Um tio alcólotra em casa que toda noite precisava ser carregado para dentro de casa. Quando fiz 18 anos saí de casa e alguns meses depois minha mãe foi morar comigo, só aguentei 8 meses e saí de casa. Eu pagava tudo, sustentava todo mundo e ela ainda reclamava quando eu tirava algum dinheiro do meu salário para comprar alguma coisa para mim. Nunca consigo trocar duas palavras com ela, nunca disse que a amava porque não consigo, não me sinto bem, é como se eu sentisse nojo de mim mesma por tudo que aguentei, por tudo que sofri e por nunca receber o amor dela. PAssei muito tempo tentando agradála de alguma forma, até que fui para a terapia e o psicólogo falou que eu precisava seguir minha vida e cortar o cordão umbilical com a minha mãe; HOje posso ver como isso me faz bem. De todos os filhos parece que apenas eu tenho a obrigação de cuidar dela. Sou tão diferente da minha família que nem sei ocmo eu pude vir dela. BUsco smepre o melhor para mim, mas minha família ahca que isso é porque eu quero “ser mais” do que posso ou deveria ser. Hoje vejo que não quero que minha família participe da minha vida. Que estou melhor dessa forma.

  22. Sofredor disse:

    Minha família é extremamente tóxica e eu seria mais feliz sem ela, nenhum dos meus pais liga para mim e quando meu irmão mais velho me rouba eles me batem por eu reclamar, eles presenteiam meu irmão toda vez que ele fãs algo contrato mim, e eles se mudam constantemente me obrigando a perder contato com meus amigos, o que me causa uma profunda depressão que eles repreendendo dizendo que eu sou um covarde mau agradecido. Eu odeio eles e quando for mais velho vou cortar a garganta do meu pai e irmão, e amarrar minha mãe numa cadeira pregar os dedos dela no braço da cadeira e usar um arame pra puxa-los para cima dilacerando completamente eles, depois eu vou usar ferro quente, açidos e cerras para cortar fatias dos membros dela até ela morrer eventualmente, ou vou me suicidar antes.

  23. Jcribeiro disse:

    Sim.so agora depois de 46 anos lendo esse teste.E depois várias terapias que eu fiz. Chego a conclusão família tóxica sim..
    Devo voltar terapias ou caso perdido …pior 😞

  24. R disse:

    Sim, sou parte de uma família tóxica e o isolamento social só reforçou esse distanciamento, incompreensão e conflitos…. Paeece q tudo veio a superfície e o que eu ñ queria aceitar ou perceber agora ficou claro. Ñ serei amada ou compreendida como gostaria e desconstruir essa ilusão é importante – isso ñ pode fazer com q eu me sinta pior ou com menos valor. Vivo como posso e de acordo com o meu respeito próprio – tentando construir uma autoestima. Se ñ há diálogo ou acolhimento ñ cabe mais a mim procurar aonde ñ vou encontrar… Peço a Deus para me trazer serenidade e paz para q eu possa cuidar de mim da melhor forma possível. Sigamos! Obrigada

  25. Cicera disse:

    Sempre tive uma convivência difícil com meus pais. Nada do que eu fazia parecia bom para minha mãe. Tentava ser a filha perfeita, boa aluna, comportada… Mas nada estava bom. Meu pai se entregava à bebida e chegava bêbado em casa, praticamente, todas as noites. Hoje entendo que uma mãe carinhosa e que ama seus filhos, jamais os colocaria como barreira, como escudos contra a agressão desse pai. Mas era o que ela fazia. Três crianças tendo que aguentar horas de palavrões e ameaças e ai de nós se nos recusássemos à aceitar isso. Fez alienação parental conosco a vida inteira. Destruiu minha auto estima, me fazendo sentir sempre inferiorizada perante as outras pessoas. Tentei conquistar essa mãe de todas as maneiras, sem êxito. Só quando mudei de cidade, pude ter um pouco de paz e mesmo assim ela dava um jeito de me pôr à par dos seus problemas e conseguia me manipular à seu favor contra meu pai. (Acredito que ele, também, tenha sido uma vítima dela). Com terapia e muita força de vontade, fui desconstruindo a imagem errada que tinha de mim mesma. Hoje sei que não dá para ter uma relação saudável com uma mãe assim. Ela destruiu todo nosso ciclo familiar e temos, eu e minhas irmãs, sequelas graves dessa relação doentia. A vigilância é constante para não continuar sendo manipulada. Todas as respostas do questionário foram afirmativas, infelizmente!

  26. C.L.M. disse:

    A minha família é disfuncional.

    Mãe muito controladora, quer saber de tudo, faz bilhardices da vida dos filhos, rebaixa a filha e puxa sempre para trás a sua filha quando ela quer fazer algo novo por exemplo abrir negócio. Quando acontece algum problema na família , a filha é que tem de resolver, ir em frente.
    Tristeza!

  27. Taina disse:

    BOM eu sou adotada então nunca conheci a minha mãe só o meu pai que conheci o verdadeiro motivo de eu está procurando isso é por que a minha mãe aque me adotou ela tem mania de tirar tudo oque eu gosto então acabei acostumando e acabei não ligando mais pra isso

  28. Ana disse:

    Estou com 32 anos e sofrendo as consequências de ter uma mãe narcisista. O estrago é grande! Desde criança sou muito nervosa, tenho crises de pânico. Uma ligação da minha mãe pode acabar com meu dia. Aí fico vários dias pra me recuperar. Sou cheia de planos, estudei muito, mas ela sempre se intromete, parece querer saber mais que todos. Até mesmo se eu ficar doente, ela tem que arrumar uma doença pior que a minha. Se eu me destaco em algo, ela me rebaixa e encontra qualquer jeito de falar que ela é melhor nisso ou naquilo. Ás vezes me deprimo, às vezes tenho ataques de fúria, já chegando a me auto flagelar. Meu psicologico é todo atrapalhado e não posso recorrer a minha mãe. Já tentei explicar tudo pra ela, mas ela fala que estou com “moleza” ou ladainha. Impossível uma conversa normal com ela. Estou cansada. Tenho dificuldade de relacionamentos, sou insegura.

  29. Ana disse:

    Estou com 32 anos e sofrendo as consequências de ter uma mãe narcisista. O estrago é grande! Desde criança sou muito nervosa, tenho crises de pânico. Uma ligação da minha mãe pode acabar com meu dia. Aí fico vários dias pra me recuperar. Sou cheia de planos, estudei muito, mas ela sempre se intromete, parece querer saber mais que todos. Até mesmo se eu ficar doente, ela tem que arrumar uma doença pior que a minha. Se eu me destaco em algo, ela me rebaixa e encontra qualquer jeito de falar que ela é melhor nisso ou naquilo. Ás vezes me deprimo, às vezes tenho ataques de fúria, já chegando a me auto flagelar. Meu psicologico é todo atrapalhado e não posso recorrer a minha mãe. Já tentei explicar tudo pra ela, mas ela fala que estou com “moleza” ou ladainha. Impossível uma conversa normal com ela. Estou cansada. Tenho dificuldade de relacionamentos, sou insegura.

  30. ana k disse:

    Tenho 16 anos e só fiquei ciente desde abuso q eu sofro por causa de um video no YouTube. Eu nao sei oque fazer, eu não aguento mais. Eu tento ser a filha perfeita, eles não deixam eu socializar,namorar, me relacionar; apesar de um estudar muito e fazer tudo dentro de casa, sirvo meus pais igual uma serva submissa e eles literalmente são sadicos e riem da minha desgraça. Eu n tenho com quem falar, me sinto desaparanda. Contei meu problema para uma amiga e ela me expôs para todo mundo e me difamou…eu n sei mais oq fazer eu n suporto mais viver assim

Deixe uma resposta

Scroll to top