Chantagem emocional

chantagem emocional
A chantagem emocional é a tática mais eficiente de manipulação da mãe narcisista.

A chantagem emocional consiste em uma estratégia de manipulação psicológica e emocional. Quem recorre a isto para conseguir o que quer usa de sentimentos antagônicos como o medo, a obrigação, culpa e vergonha para compelir ou constranger o outro a agir da maneira que deseja ou para servir a seus interesses. Mesmo que não seja manifestada de forma consciente, aberta e sincera, o objetivo da chantagem emocional é o controle e a subjugação.

Narcisistas usam da chantagem emocional para satisfazerem seus egos famintos e incansáveis. A chantagem emocional permite que a mãe narcisista manipule a filha a se dobrar as suas vontades e exigências descabidas. Quando se sente acuada pelo receio de contrariar ou aborrecer a mãe, a filha de mãe narcisista se vê emocionalmente pressionada a se conformar com suas imposições a fim de evitar episódios de mais discussões e desentendimentos. Nas mãos da mãe narcisista, a chantagem emocional torna-se uma tática imbatível e bem-sucedida para a perpetuação do abuso de ordem psicológica/emocional.

Observe como a chantagem emocional vem embutida no discurso da mãe narcisista:

“Se você não vier me visitar este fim de semana, eu vou ficar sem ninguém para me fazer companhia.”

A sua mãe usa da sua boa vontade e amor de filha para que se sinta responsável pelos sentimentos, entretenimento e bem-estar dela, como se coubesse a você fazê-la feliz.

“Natal tem de ser com a mãe, pai, irmão etc. Se você não passar comigo este ano estará quebrando uma tradição de família”

 A sua mãe narcisista mascara a vontade dela (controle sobre a sua decisão de onde passar o Natal) com o termo “tradição de família”. Desse modo, incute culpa e a obriga a se submeter a uma regra inflexível e intolerante com a qual você não concorda ou nunca acordou formalmente em seguir (Natal TEM DE ser passado em família, TODOS OS ANOS).

“Que tipo de filha recusa ajuda a própria mãe?”

Outra observação/pergunta retórica baseada em uma “regra” simplista e irracional. Não é dever de nenhuma filha estar permanentemente disponível para atender toda e qualquer necessidade da mãe, seja boa ou má. A intenção deste comentário afetado e disfarçado de pergunta sem resposta é de divergir o foco da conversa da sua liberdade de escolha para as necessidades da sua mãe. É uma tática de manipulação extremamente eficiente, pois toca no ponto fraco da filha de mãe narcisista: a crença de que não é boa o suficiente.

“O(a) seu(sua) irmão(ã) sempre me ajuda.”     

A mãe narcisista joga irmãos uns contra os outros em uma competição pelo “amor” dela. Esta tática nunca falha, pois os filhos raramente se opõem a serem tratados como o(a) favorito(a), visto que sofrem com a negligência afetiva da própria mãe.

“É assim que você retribui todos os sacrifícios que eu fiz por você.”

Mesmo que você não tenha pedido para nascer ou para ter vindo ao mundo como um ser frágil e dependente, a sua mãe narcisista faz com que você acredite que por ser filha dela, deve-lhe a vida e tudo o que tem. Essa suposta “dívida” vitalícia é usada para destacar o suposto martírio e sofrimento de sua mãe, enquanto a sua individualidade e direito à liberdade de escolha são conscientemente descartados.