Blog

Como dizer não a sua mãe narcisista

Como dizer não a sua mãe narcisista

Dizer não a uma mãe narcisista requer estâmina e determinação

Se você acha difícil dizer não a sua mãe narcisista, você não está sozinha. Narcisistas se recusam a respeitar os limites pessoais e acreditam que aqueles com quem convivem devem comportar-se como serviçais de seu ego gigantesco. Em vista disso, dizer não a uma narcisista requer estâmina e determinação. Como é imprescindível que você aprenda a dizer não para proteger seus limites pessoais assim como sua autoestima, individualidade e autonomia, seguem 6 estratégias para ajudá-la a dizer não a sua mãe narcisista.

Como dizer não a sua mãe narcisista:

1- Diga “não” de formas variadas

Negar uma oferta, convite ou pedido de ajuda, por exemplo, não precisa ser feito de maneira ríspida. Há várias formas de se recusar a fazer algo que não se deseja objetivamente e com polidez. Um tom centrado e imparcial comunica convicção e uma atitude adulta. Se você não sabe o que dizer quando pressionada por sua mãe narcisista e a se conformar com o que ela estiver propondo, as frases abaixo podem ajudá-la:

“Não estou com vontade”

“Não estou disposta”

“Isso não é o que planejei para mim”

“Isso não é o que eu quero”

“Não é isso que eu quero para mim”

“Prefiro seguir o/a(s) meu/minha(s) plano(s)/vontade(s)/sentimento(s)”

“Não é minha prioridade”

“Este não é o meu estilo”

“Não está nos meus planos”

“Este plano não fui eu quem fez”

“Este plano não é meu”

“Esta opção não me agrada”

“Não posso, preciso me concentrar nos meus afazeres/planos”

“Quero priorizar o que tenho para fazer”

2- Não peça desculpas

Quando você se des-culpa para uma mãe narcisista, você assume responsabilidade por problemas que não são seus. Vale reiterar que a sua mãe ou o que ela quer não é incumbência sua. Assim como você, ela já tem idade e experiência necessárias para responsabilizar-se por seu próprio bem-estar.

3- Repita a sua resposta

Uma das qualidades essenciais de um bom negociador é a resistência, ou seja, a capacidade de fazer valer a sua posição, independente dos humores ou interesses dos envolvidos na negociação. Como filha de uma narcisista, você tende a fazer o oposto disso, em vez de resistir às tentativas de sua mãe de manipulá-la, acaba cedendo. Para romper com este hábito, passe a reiterar sua posição repetindo sua resposta ou intercalando-a com as sugestões citadas, pelo tempo que for necessário.

4- Não se deixe levar por dramas

A mãe narcisista não perde a batalha sem uma luta sanguinária. Se ela quer algo de você, usará de toda arma possível para extrair uma resposta positiva: choramingo, chantagem emocional, acusações a sua pessoa etc. É neste instante que a dissociação torna-se a sua melhor amiga. Assim que a sua mãe narcisista começar a dramatizar, concentre-se em um ponto (objeto, cena, paisagem) e passe a analisá-lo detalhadamente em sua mente enquanto ela encena seu teatro, não reaja a provocações, agressividade passiva ou emoções antagônicas fortes. Quando ela terminar, repita a sua resposta de maneira calma e centrada.

5- Não dê explicação

Você tem todo o direito de dizer “não” a sua mãe narcisista ou a quem quer que seja. Você não deve explicação, pois é adulta o suficiente para saber o que é melhor para si. Justificativa é cortesia e não obrigação. Cada um é responsável por seus sentimentos, vontades e escolhas, por isso, não é seu dever sentir-se culpada pela frustação proveniente de ideias que não são suas. Você não veio ao mundo para servir aos interesses dos outros, seja pai, mãe, amigo(a), chefe, marido, filho(a) ou parente, mas para viver a vida de acordo com o seu pensamento. Só você se conhece bem o suficiente para saber a sua resposta certa, se é “não” é não. Ponto.

6- Mude de assunto

Se após repetir suas respostas intercalando-as com as opções mencionadas por um período prolongado e a sua mãe narcisista ainda estiver insistindo em convencê-la a fazer o que deseja, mude de assunto. Converse sobre algo totalmente diferente do que ela está falando, para tornar difícil o retorno ao tópico anterior. A intenção é passar a mensagem de que você não está disposta a concordar com ela – definitivamente – e que “a vida continua”, ou seja, há outros eventos acontecendo na sua e até na vida dela que também merecem atenção.

O diálogo a seguir contém as estratégias explicadas. Observe como elas são aplicadas na conversação entre uma mãe narcisista (MN) e sua filha (F):

(No telefone)

MN: Lembra da Juca?

F: Lembro.

MN: Hoje é aniversário dela. Eu queria muito ir, mas o meu carro na oficina. Ela gosta tanto de você… A gente poderia ir juntas no seu carro…

F: Não estou com vontade.

MN: Mas hoje é o aniversário dela e ela mora superlonge e eu não tenho como ir!

F: Não estou disposta.

MN: Que é isso minha filha!… Você doente?

F: Não. Não estou disposta.

MN: Se você não está doente, então, por que não pode me levar? Você não precisa ficar na festa, só me dar carona.

F: Não está nos meus planos.

MN: Mas você pode fazer o que quiser, só me deixa na casa da Juca e vai embora. Não estou pedindo muito! Você nunca faz nada pra mim…

F: Prefiro não ir.

MN: Que egoísmo! Você só pensa em si mesma, não é capaz de ajudar nem a própria mãe, quando tudo que eu faço… blá, blá, blá…

F: (Não entra no clima de drama da mãe e permanece em silêncio, enquanto remove casquinha de esmalte das unhas e faz planos para a próxima manicure).

MN: Alô?

F: Hum.

MN: Então, você vai me levar?

F: Não posso, preciso me concentrar nos meus afazeres.

MN: Que afazeres?

F: Prefiro cuidar dos meus planos (F mantém tom de voz calmo e centrado)

MN: Que planos? (Em tom sarcástico)

F: Meus planos, coisas que tenho para fazer (F mantém o mesmo tom de voz, calmo e centrado)

MN: Mas o que é tão importante que você não pode me ajudar? (Em tom de voz alto e irritadiço)

F: Meus planos, coisas que tenho para fazer (F mantém o mesmo tom de voz, calmo e centrado). Te contei que esta semana encontrei com a Lena, aquela amiga minha que se mudou para o Uruguai há dois anos? Ela…blá blá blá…

Dizer não a sua mãe narcisista exige dedicação e esforço de sua parte, mas é extremamente recompensador quando consegue. Nada lhe dará tamanha satisfação do que sentir-se em controle de si mesma e dona de sua própria vontade, e não como uma marionete à mercê dos interesses narcisistas. Se no princípio sentir-se insegura e culpada, em vez de se concentrar nestes sentimentos, congratule-se por sua coragem. A tendência é de que com o tempo dizer não a sua mãe narcisista se tornará um ato mais natural e automático. Para garantir seu sucesso, persistência, amor-próprio e complacência são essenciais. Não se recrimine quando não conseguir dizer não tampouco quando a culpa tentar minar o seu entusiasmo quando realizá-lo. Aja como sua melhor amiga consolando a si mesma e reconhecendo o valor de seu empenho.

Scroll to top